Dar uma chance à “Machado de Assis”

Olá amigo leitor!

machado2bde2bassis2bbiografia2bresumida

Joaquim Maria Machado de Assis – “Machado de Assis –  1839 – 1908.

Ler Machado de Assis nos faz repensar sobre o ato de escrever, estudamos na escola concordância verbal, gramática, literatura, produção textual, mas para alguns escrever é apenas colocar sentimentos nas palavras e delinear uma história, narrada, contada, descrita com a mais perfeita ordem de suas ideias, demonstrando para nós, simples mortais, mas leitores sedentos por uma boa história, com é possível se expressar, mudar opiniões, apresentar fatos de seu coditiano, através de uma linguagem fácil e acessível. Percebemos nas obras deste fantástico escritor, o quanto simples se faz necessário alcançar, para expor as ideias, a que se necessita apresentar.

 

Através deste blog, pretendo difundir as obras literárias, à que tenho acesso e se faz consumo deste intelecto, mas não sou um critico literário, e sim um leitor ávido por informações e aprendizagem contínua, sendo assim, estou exercitando meu cérebro com obras que revolucionaram e ou marcaram época, comecei então com nosso amigo Joaquim Maria Machado de Assis, ou mais conhecido, “Machado de Assis”, este nascido no Rio de Janeiro em 1839 e também faleceu nesta mesma cidade em 1908, este homem viveu apenas sessenta e nove anos, mas deixou um legado para a literatura brasileira, também para os falantes da língua portuguesa. Machado de Assis escreveu todo tipo de gênero literário, foi poeta, romancista, dramaturgo, cronista, contista, folhetinista, jornalista e critico literário. Este testemunhou a mudança política no Brasil, quando a Republica substituiu o império, Machado de Assis foi um dos principais comentador e relator dos eventos políticos e sociais de sua época.

machado-450Alguns críticos literários o definem em duas épocas e ou fases, a primeira fase ligada à escola romântica ou convencionalismo da época, e a outra ao realista. Os romances desta primeira fase seriam “Ressureição” publicado em 1872, “A mão e a Luva” publicado em 1874, “Helena” publicado em 1876, “Iaiá Garcia” publicado em 1878, enquanto que os da fase realista seriam todos os outros restantes da sua carreira, “Memória Póstuma de Brás Cubas” publicado em 1881, “Quincas Borba” publicado em 1891, “Dom Casmurro” publicado em 1899, “Esaú e Jacó” publicado em 1904 e “Memorial de Aires” publicado em 1908. Suas obras foi de grande importância para as escolas literárias brasileiras, e até hoje serve de pesquisa para o mundo acadêmico e publico em geral, é considerado um escritor brasileiro de produção literária sem precedentes, de modo que seu nome tenha alcançado diversos críticos, estudiosos e admiradores no mundo inteiro, Machado de Assis é considerado um dos grandes gênios da história da literatura.

trabalho-de-literatura-3-728Caro amigo, de uma chance à Machado de Assis, permita que o mesmo, introduza em seu intelecto uma nova percepção de mundo e história, perceba que as duas divisões que ocorrem em suas obras, são frutos da maturidade que o mesmo adquiriu, hoje pessoas vivem atrás do que é fácil, e coisas prontas, mas a perfeição somente se atinge com a prática, peço que veja em toda a sua obra como Machado de Assis, alcançou a perfeição, foi simplesmente praticando.

Anúncios

3 Respostas

  1. É o meu autor preferido! 😀

    Curtido por 1 pessoa

  2. Meu autor brasileiro preferido e algo interessante é que as obras dele estão disponíveis neste site http://www.machadodeassis.org.br/
    Uma boa oportunidade para se deliciar com sua escrita.

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: