Aventura americana

O que se sabe é que Trump não apresentou nada que o credenciasse a ocupar o cargo político mais importante do mundo, além de exímio manejo dos vícios da demagogia e do populismo.

Continuar Lendo →

Anúncios

O Baile do Judeu

judeuOra, um dia, lembrou-se o Judeu de dar um baile e atreveu-se a convidar a gente da terra, a modo de escárnio pela verdadeira religião de Deus Crucificado, não esquecendo, no convite, família alguma das mais importantes de toda a redondeza da vila. Só não convidou o vigário, o sacristão, nem o andador das almas, e menos ainda o Juiz de Direito; a este, por medo de se meter com a Justiça, e aqueles, pela certeza de que o mandariam pentear macacos.

Continuar Lendo →

Resenha – Nosso Lar

15060888

Olá pessoal, venho apresentar a resenha do livro “Nosso Lar” psicografado por Francisco Cândido Xavier “Chico Xavier”, narrado pelo espírito “André Luiz”. Vale muito a pena conhecer esta história, não sou muito apegado à literatura espírita, mas confesso que fiquei impressionado pela riqueza de detalhes exposto em sua narração. O livro retrata as consequências de nossas ações diárias em pós-morte, o deslumbre de uma nova perspectiva após o encerramento da vida, e o mais instigante, toda retificação somente será alcançada através do trabalho edificador proposto por nosso Senhor Jesus Cristo. Independente de qual é a sua religião, vale muito a pena conhecer essa obra, trás uma mensagem de esperança e aprendizado.

Continuar Lendo →

6 aulas virtuais incríveis e gratuitas de literatura

Pessoal, achei essa preciosidade na net e resolvi postar aqui no blog, passei o final de semana assistindo, e adorei!!!!

Continuar Lendo →

O prazer de ler e escrever

lescreverOlá, hoje venho postar para você amigo leitor(a), um estimulo a leitura, e principalmente, ao prazer proveniente desse ato. Para isso, torna-se necessário refletir sobre o papel de leitor, agora o ato de escrever eu deixo para o senhor Luis Antônio Marcuschi, linguista brasileiro e professor titular da Universidade Federal de Pernambuco. “Pela maneira como foi introduzida culturalmente na vida do homem, a escrita tornou-se um símbolo de “educação, desenvolvimento e poder” (MARCUSCHI, 2004, p.17)”.

Continuar Lendo →

Cinco Minutos – José de Alencar

baixar-livro-cinco-minutos-jose-de-alencar-em-pdf-epub-e-mobi-ou-ler-online-370x565Primeiro romance de José de Alencar, mas pode ser que você ouça falar dele como uma novela, pois se trata de uma narrativa escrita em formato de carta, endereçada a uma prima denominada D…,  relatando a perda de um ônibus por cinco minutos e, ao entrar no seguinte, senta-se casualmente ao lado de uma mulher cujo rosto estava coberto por um véu. A moça permite que ele lhe segure as mãos e lhe beije o ombro. A fim de localizar sua amada misteriosa, o narrador vai descobrindo mais detalhes sobre sua musa e espanta-se com os recursos da moça para permanecer incógnita. Várias viagens são necessárias até que o mistério se resolva e o casal possa encontrar a felicidade.

Continuar Lendo →

Um país se faz com homens e livros – Monteiro Lobato

i387347Olá pessoal, hoje venho postar no  Blog Clube do Leitor minha singela opinião a respeito da nossa formação escolar e da construção do conhecimento, formando uma nação mais politizada e culta, quero aqui discorrer a importância da autodidata e o ímpeto investigativo, para a formação do conhecimento. O saber somente será alcançado com etapas de estudos e pesquisa, com doses diárias de leitura e treinos de exercícios afins, este processo leva a capacidade de observação e de reflexão critica, ocorrendo não como um armazenamento de informações, mas como formação de referencias e desenvolvimento da capacidade de avaliação, o que será fundamental para a produção científica, tecnológica, educação e ou formação de uma sociedade melhor.

Continuar Lendo →

Anastácia – Luis Fernando Verissimo

65_luis20fernando20verissimo

Luis Fernando Verissimo – Colunista do “Estadão”.

 

Anastácia

Contrataram a gorda Anastácia pela sua cara simpática, e ela se revelou uma empregada do tipo que não se encontra mais. Segundo dona Helena, uma empregada do tempo antigo. Cozinhava que era uma beleza, e era ótima com os garotos.

Fonte: http://cultura.estadao.com.br/noticias/geral,anastacia,10000082289

Continuar Lendo →

Leyla Perrone-Moisés discute em novo livro o futuro da obra literária

1475184556458

Leyla Perrone, Professora e Crítica Literária

Notícia retirado do jornal “O Estado de São Paulo”, 30 de Setembro de 2016. Reportagem de Antonio Gonçalves Filho.

 

Resolvi publicar a entrevista, pois Leyla Perrone é uma pérola acadêmica em nosso país, não poderia deixar passar uma entrevista desta, discorrendo sobre o novo livro.

Em ‘Mutações da Literatura no Século 21’, a professora e crítica analisa a tendência atual de ver a produção literária como entretenimento e o fim do ensino da matéria nas escolas

Em seu novo livro, Mutações da Literatura no Século XXI, a professora e crítica literária Leyla Perrone-Moisés examina tanto autores que no passado fizeram profecias sobre o declínio da literatura como contemporâneos empenhados em provar que ela está viva. E a autora não se limita a analisar escritores brasileiros. Aborda tanto questões referentes ao ensaísmo de romancistas como o Nobel sul-africano J. M. Coetzee como o catalão Vila-Matas, que faz metaliteratura. A seguir, trechos da entrevista da professora, concedida ao Estadão.

Continuar Lendo →

A Mão e a Luva (Machado de Assis) – Resenha

a_mao_e_a_luvaMachado de Assis assume um estilo romancista em seu segundo livro intitulado “A Mão e a Luva”, despreocupado com as modas literárias de sua época, o escritor pincela uma trama amorosa entre uma mulher de personalidade forte, e três pretendentes ao casamento. Percebe-se com jogos de palavras e uma narração bem discreta, uma aproximação entre o autor e o leitor, deixando claro que este romance trata de um folhetim de jornal, publicado com um subtítulo “Um perfil de Mulher”, publicado cerca de vinte folhetins, nos rodapés de O Globo, jornal dirigido por Quintino Bocaiúva. Logo de inicio, Machado de Assis adverte o leitor sobre esta breve história de amor, deixando ao gosto de quem quer seja, uma curiosidade peculiar a respeito desta obra, mas narra ser uma trama pequena, com objetivo de esboçar um desenho sobre a personagem “Guiomar”, traçando um estilo feminista e romântico da mesma, abaixo segue o texto de advertência. Continuar Lendo →

%d blogueiros gostam disto: